Podcast: qualquer lugar, qualquer hora, qualquer um

15 dicas para você aderir à mídia que encantou o Brasil nesta quarentena


"O assunto", do G1: com temas quentes e gravação em estúdio, o podcast com Renata Lo Prete é campeão de audiência na América Latina


O podcast é o rádio ainda mais democrático. Além de, como o rádio, eliminar barreiras geográficas e culturais, elimina também as barreiras de tempo. O ouvinte tem assim acesso ao conteúdo a qualquer hora, em qualquer lugar. Basta ter um celular e internet. Nenhuma ferramenta de comunicação é mais democrática que o podcast, o que justifica o crescimento de 67% no seu consumo em 2019 no Brasil.

O programa campeão de audiência é O Assunto, com a jornalista Renata Lo Prete, porque já teve mais de 10 milhões de downloads na América Latina, e pode ser ouvido no G1. Aqui na Jabuticaba Conteúdo, um dos nossos podcasts abertos é o Mulheres de 50 disponível em sete plataformas de distribuição. Dessa forma, no Brasil, o agregador preferido é o Spotify (43%), mas Deezer, Google Podcast e Apple Podcast também têm boa audiência.

A agilidade com que podem ser elaborados, o custo acessível de produção e o fato de serem compartilháveis em redes sociais são então alguns dos fatores que os tornaram tão populares. Quer saber como entrar na onda dos podcasts, a mídia que mais cresceu nestes tempos de isolamento social?


Dicas práticas


A seguir, dicas práticas para você produzir o seu:

1 – Defina seu público. Podcasts costumam ser direcionados a nichos de mercado bem específicos, seja por idade, estilo de consumo, foco, tipo de linguagem, funcionários de uma empresa etc.

2 – Tenha um propósito claro. Isso é vital então para definir a linha editorial do conteúdo a ser abordado. Qual seu objetivo com o projeto? Tornar-se referência em um assunto? Conquistar clientes para sua marca? Prestar um serviço à sociedade? Comunicação interna?

3 – Busque um diferencial. Verifique se já existem conteúdos similares e analise a eventual concorrência. Além disso, ative sua criatividade, inove e surpreenda.

4 – Crie um nome que remeta ao propósito do podcast. Pesquise se não há outros produtos ou empresas com nomes similares. Seja original, mas pense em palavras de fácil memorização. Dica: títulos com mais palavras são encontrados com mais facilidade em buscas.

5 - Desenvolva uma identidade visual. Ela deve ser facilmente seja associada ao conteúdo editorial. Isto é, mesmo sendo um áudio, as pessoas precisam reconhecê-lo rapidamente ao bater o olho. Em meios digitais, tudo é muito dinâmico, desde a atenção até a retenção de ouvintes.

6 – Estude o formato. Vai ter um apresentador? Entrevistados? Comentaristas fixos? As possibilidades são muitas e inclui a participação de perguntas de ouvintes.

7 – Defina a frequência. - Estude se o seu podcast terá uma regularidade de publicação (diário, semanal, mensal). Você também pode organizá-lo em temporadas com uma quantidade pré-definida de episódios. Dessa maneira, os ouvintes passam a segui-lo, a esperar por um novo episódio.

8 – Planeje a produção. Antes de colocar a mão na massa, faça um planejamento de produção e um cronograma para saber o tempo que precisará para produzir cada programa. Estruture a pauta das primeiras edições, pesquise informações e liste as pessoas que deverão ser envolvidas.

9 – Escreva um roteiro. Ao fechar cada pauta, elabore um roteiro detalhado antes de começar a gravar. Pense então que todo programa precisa de uma vinheta de abertura e fechamento, uma pequena descrição sobre os apresentadores e uma segunda vinheta curta para facilitar a mudança de assunto durante o podcast. Além disso, todo programa deve conter também uma introdução sobre o tema do dia. São minutos essenciais para prender a atenção de quem ouve, algo equivalente ao começo de um telejornal, aquilo que faz o ouvinte permanecer atento. Por fim, ao término de cada programa, divulgue as redes sociais e outras formas de contato com a produção.

10 – Cuidado com o tempo. Estipule um tempo para cada item do roteiro, assim todas os programas ficam com mais ou menos o mesmo tempo. Há podcasts rápidos de 15 minutos e outros de mais de uma hora. Para decidir sua estratégia, estude o hábito de consumo do seu público e mantenha um padrão.

11 – Atenção à infraestrutura. A gravação pode ser feita com todos os participantes no mesmo ambiente ou cada um em um lugar. Contudo, se estiverem todos no mesmo local (o que não é recomendado em tempos de #fiqueemcasa!), o ideal é usar um estúdio de gravação, com acústica especial para redução de ruídos, mesa de som e tecnologia para captar o áudio individual de cada pessoa. Porém, se cada participante estiver em um local, é melhor que cada voz também seja gravada independente. Há aplicativos de videoconferência que oferecem esse recurso.

12 – Cuidados na hora da gravação. A dica de ouro é dar então atenção especial à fala dos apresentadores, do tom de voz aos eventuais erros de português. Além disso, a leitura de textos prontos deve ser evitada, pois a principal característica dos podcasts é a conversa fluída. É essa naturalidade na conversa que aproxima o ouvinte. Ah, cuide também para gravar em ambiente silencioso e sem ecos.

13 – Invista na edição. Concluída a gravação, o áudio deverá ser editado para dar um tom profissional ao programa. Logo após, ruídos serão tratados, trechos com erros podem ser cortados, efeitos sonoros inseridos e vinhetas adicionadas. Fechado o arquivo, passará pelo processo de “podcasting”, um sistema que segue o padrão de RSS Feed, um formato que distribui informações na internet em tempo real e intermediará a publicação em plataformas como Spotify e Youtube.



Podcast @mulheresde50_ , uma produção Jabuticaba Conteúdo com apresentação de Maria Tereza Gomes

14 – Mantenha a regularidade. Publique seu podcast sempre nos mesmos dias e horários, assim a audiência sabe quando haverá uma nova edição, mesmo que o ouça em horário aleatório. Importante: logo no primeiro episódio, as plataformas de streaming não publicarão seu podcasts imediatamente, isto é, as vezes seu programa pode levar dias para se tornar público. Então, inclua esse prazo no seu cronograma para evitar surpresas.

15 - Ajude seu público a te encontrar. Para isso, é importante que esteja vinculado a um site ou a redes sociais. Eles são essenciais para que seu conteúdo apareça em pesquisas por assunto feitas em buscadores como Google. Além disso, é importante cuidar também do texto descritivo que acompanha a divulgação do Podcast. Ah, use palavras-chave para facilitar as buscas pelo Google.


A tecnologia disponível permite que você faça tudo sozinho. No entanto, se precisar de ajuda profissional, estamos à disposição aqui na Jabuticaba Conteúdo.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo