top of page

Como lidar com vulnerabilidades na vida e na carreira?

Assunto foi debatido por Deborah Wrigth, autora do livro "Senhora de Si", que foi entrevistada pela jornalista Maria Tereza Gomes, diretora da Jabuticaba Conteúdo


Deborah e Maria Tereza com plateia de convidados da Jabuticaba Conteúdo


Em 2010, quando era CEO de uma empresa francesa no Brasil, Deborah Wright, sofreu um burnout. O episódio, que é contado na sua autobiografia lançada em dezembro, fez com que ela desistisse da carreira executiva. Desde então, vem trabalhando como conselheira independente (atualmente, está no banco Santander e no IBGC). Antes, Deborah foi presidente de empresas como Parmalat e Tintas Coral. A revelação de que sofreu a Síndrome do Esgotamento Profissional tem chamado a atenção dos leitores e das empresas - o que foi uma surpresa para ela, que tem sido chamada para falar e escrever sobre o tema.


No talkshow promovido pela Jabuticaba Conteúdo, Deborah lembrou que o burnout provocado por excesso de pressão no trabalho a deixou vulnerável, mas que esse distúrbio emocional não é o único a nos deixar em situação de vulnerabilidade. Além de outros distúrbios mentais, como depressão e a síndrome do pânico, muitas vezes os profissionais tomam decisões de carreira que podem deixá-los vulneráveis profissionalmente. Deborah contou, por exemplo, sobre sua experiência na Parmalat, com a qual não compartilhava os mesmos valores.

Deborah ainda disse que há pouco espaço nas empresas para se falar de vulnerabilidades, mas ela acredita que este espaço começa a existir e o fato de as pessoas quererem ouví-la é uma prova disso.

"Ainda há muito preconceito no ambiente de trabalho e os profissionais, principalmente os mais bem-sucedidos, temem expor suas vulnerabilidades. Mas isso precisa mudar porque, segundo a OMS, 15% dos trabalhadores no mundo sofrem de algum transtorno mental. Precisamos lidar com isso" - Deborah Wright.


Confira a repercussão do evento

"Encontro maravilhoso! Sai inspirada e com 'material”'para refletir. Parabéns pela organização e obrigada pela oportunidade de escutar a história inspiradora da Deborah" - Claudia David, diretora de comunicação, responsabilidade social corporativa e relações institucionais da Sodexo.


"Sou fã da Deborah há muito tempo, da liderança dela e das portas que ela abriu pro universo feminino no mundo corporativo" - Regina Moura, diretora de comunicação da Roche Farmacêutica.


"Essa conversa mostrou para gente todos os lados de uma executiva de muito sucesso, que é a Deborah. Uma palestra verdadeira, honesta, aberta e o publico que esteve aqui fez perguntas muito interessantes." Tania Casado, professora titular FEA | USP.


Senhora de Si está à venda na Amazon e nas livrarias

A equipe da Jabuticaba participou do planejamento de "Senhora de si", auxiliou na elaboração do texto, na organização do conteúdo e criou o projeto gráfico. “Trata-se de uma das biografias mais bonitas e sinceras já publicadas no Brasil, que fala de sucessos e fracassos com a mesma coragem, profundidade e sensibilidade”, diz Maria Tereza Gomes, jornalista e diretora da Jabuticaba Conteúdo. No livro ela conta sobre o burnout assim: "Essas coisas todas foram se acumulando e eu não sei dizer exatamente como aconteceu, mas sofri um burnout, um esgotamento nervoso. (...) Lembro-me da Jessica tirando o celular da minha mão e falando algo do tipo: "Mãe, estou pegando seu celular. Daqui a um tempo, quando você voltar a ser quem era, vai me agradecer por isso!" Acho que eu ligava e mandava mensagens para as pessoas compulsivamente. estava fora de mim. Foi uma fase muito ruim".

Nossa equipe também filmou o evento. Confira o vídeo.


0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page