Projeto celebra bicentenário da Independência

Documentário da Jabuticaba Conteúdo explora quadro “Independência ou Morte”


2022 é o ano do bicentenário da Independência do Brasil. A data histórica será comemorada em diversos eventos e projetos que estão sendo organizados pelos governos Federal e do estado de São Paulo – o Museu do Ipiranga, por exemplo, que está em reformas, será reaberto no dia 7 de setembro do ano que vem. E a Jabuticaba Conteúdo não vai ficar de fora das celebrações dos duzentos anos do grito “Independência ou Morte” de D. Pedro I.


Com o projeto “A Imagem da Independência”, recém-aprovado para captação de recursos pela Lei Rouanet, a Jabuticaba Conteúdo produzirá um documentário média-metragem investigativo, com até 60 minutos. O objetivo principal será explicar os motivos que levam o quadro “Independência ou Morte”, do pintor paraibano Pedro Américo, a ser a imagem que domina o imaginário coletivo do brasileiro quando falamos da Independência do Brasil. Isso acontece apesar de ter sido pintado 66 anos após o suposto evento. “Muitas pessoas associam o quadro a uma representação fiel do fato, o que sabemos não ser verdade. Com o documentário, queremos entender como isso se consolidou no tempo e por que ainda permanece no nosso imaginário, apesar da rapidez com que as informações circulam atualmente”, diz Bruno Almeida, coordenador de produção da Jabuticaba e um dos autores do projeto, junto com o produtor Thomas Gaione.



O resgate da história do quadro


Por meio de gravações em profundidade da história do quadro e de seus significados, a produção resgatará esse momento único do nosso passado para as novas e futuras gerações. Cada detalhe da obra será registrado por câmeras com qualidade 4K e entrevistados de diversas áreas revelarão em linguagem simples, atual e educativa porque a obra é considerada colossal desde 1888, mantendo-se como a principal referência daquele histórico dia até hoje. Especialistas em arte, historiadores e restauradores explorarão portanto, os fatos, as curiosidades, e os aspectos técnicos que envolvem a pintura em óleo. O que teria levado Pedro Américo a pintá-la em um quarto alugado em Florença, na Itália, sem nunca ter presenciado a histórica cena? Quem a encomendou? Com que objetivo? Essas e muitas outras perguntas serão respondidas pelo documentário.


A releitura em grafite

Grafite de Tiago Ishiyama, Estação Conceição, em São Paulo

Além disso, o projeto fará uma releitura artística da obra referência da Independência, usando a moderna técnica do grafite. O grafiteiro Tiago Ishiyama, um dos mais renomados do país, já aceitou o desafio e fará a nova obra em espaço público. Posteriormente, o grafiteiro, a Jabuticaba e os patrocinadores do projeto entregarão a obra pronta como presente para a cidade de São Paulo. Todo o processo de criação de Tiago será filmado e permeará o documentário.



A obra de Pedro Américo integra o acervo do Museu Paulista, que fica em São Paulo, e está fechado para reformas desde 2013. Ao mesmo tempo, ela está sendo restaurada e será devolvida aos brasileiros na reabertura do local prevista para 2022. E, assim, o projeto da Jabuticaba Conteúdo abraça o desafio de tornar essa devolução mais acessível e próxima dos brasileiros.



Se a sua empresa atua com lucro real pode então participar do projeto como patrocinadora tanto por cota única de patrocínio como cotas compartilhadas. Participe e faça sua marca presente neste momento de comemoração do bicentenário da Independência do Brasil. Entre em contato com a equipe Jabuticaba pelo telefone (11) 3294-2969 ou e-mail sueli.fender@jabuticabaconteudo.com.br.


Ficha técnica:

Tempo de execução do documentário: 3 meses

Duração do documentário: até 60 minutos (pode ser fracionado em formato de série)

Público alvo: brasileiros de todas as faixas etárias e sociais

Classificação: livre

Possíveis canais para veiculação: TV Cultura, Curta, Canal Brasil, Arte1, Discovery Channel, History Channel, Globosat, Netflix, Prime Vídeo e Youtube



0 comentário

Posts recentes

Ver tudo